Governo não atualiza tabela e trabalhador pagará mais 3,5% de IRPF 2019

A tabela do IRPF 2019 não foi atualizada e, por isso, o contribuinte pagará cerca de 3,75% a mais do que desembolsou em 2018 de Imposto de Renda. Considerando que seu salário tenha sido corrigido apenas pela inflação (medida pelo IPCA) acumulada no ano passado e que suas possibilidades de dedução do imposto, como gastos com educação e saúde, também tenham aumentado na mesma proporção.

Os dados se referem à declaração anual de ajuste do Imposto de Renda Pessoa Física de 2019, com ano-calendário 2018.

A tabela do IRPF 2019 reúne as 3 principais informações para calcular seu IR: a base de cálculo do imposto de renda, a alíquota que vale para cada faixa de rendimentos e a parcela a deduzir do valor devido pela pessoa física.

Confira a Tabela do IRPF 2019:

Base de cálculoAlíquota (%)Parcela a deduzir do IRPF 2019
Até R$1.903,98isentoR$000,00
De R$1.903,99 até R$2.826,657,5%R$142,80
De R$2.826,66 até R$3.751,0515%R$354,80
De R$3.751,06 até R$4.664,6822,5%R$636,13
Acima de R$4.664,6827,5%R$869,36
Fonte: Receita Federal

Para usar a tabela do Imposto de Renda, você deve:

  • Encontrar a base de cálculo correspondente aos seus rendimentos tributáveis, que podem ser salários, aluguéis, pensões, prêmios ou pró-labore
  • Identificar a alíquota do IRPF 2019 que equivale à sua faixa de rendimentos e calcular esse valor (Assim, quem recebeu R$ 40 mil, está na alíquota de 15%. Ou seja, dá R$ 6.000 porque R$ 40.000 x 15%=R$ 6 mil).
  • Finalmente, basta pegar o resultado da conta acima e descontar dedução do IRPF 2019 adequada. No exemplo de quem ganhou R$ 40 mil, do resultado da alíquota, R$ 6.000, deve-se subtrair a parcela de R$ 4.257,57, sobrando um imposto devido de R$ 1.742,43, por exemplo.